quarta-feira, 10 de junho de 2015

O que é Reiki? Principais benefícios




Reiki é uma técnica japonesa que promove o relaxamento e a redução do estresse através da imposição de mãos. Baseia-se  na ideia de que uma energia vital invisível flui através de nós e ela que nos mantém vivos. Se o nível dessa energia estiver baixo, ficamos mais propensos às doenças ou mais estressados, caso contrário, sentimo-nos mais felizes e saudáveis.

Na aplicação do reiki a pessoa sentirá como se uma energia positiva percorresse e fluísse através de seu corpo. O reiki trata a pessoa como um todo (corpo, emocional, mente e espírito), criando, dessa forma, uma sensação de bem-estar e relaxamento.

O reiki é uma técnica que pode ser utilizado de forma complementar em qualquer tratamento médico convencional ou terapêutico com a finalidade de aliviar efeitos colaterais ou promover uma recuperação mais rápida. Não há nenhuma contraindicação.



Principais benefícios do REIKI:

-Acalma e alivia o estresse e ansiedade.

-Ativa o sistema imunológico

-Excelente para eliminar vícios (fumo, álcool, drogas) e hábitos indesejáveis

-Desintoxicador natural

-Estimula a criatividade, memória e concentração

-Acelera o tratamento médico

-Equilibra as energias

-Ajuda no crescimento espiritual

-Alivia a insônia

-Acalma seu coração

-Bom para depressão, síndrome do pânico, fobias e medo

-Revigora corpo e alma

-Excelente nos períodos pré e pós operatório

-Nos períodos difíceis da vida (luto, separações, traumas diversos).


-Fontes: Somos todos um e blog Astrocentro


Venha nos conhecer e fazer parte dessa família!!!


YouTube (se inscreva para receber em primeira mão todas as novidades):  

Facebook: 

E-mail: espacoelfareda@gmail.com


Telefone: (11) 2671-1810




segunda-feira, 8 de junho de 2015

Balé traz mais benefícios que natação, indica pesquisa


 Alex Almeida/Folha Imagem



Responda rápido: qual é o esporte mais completo que existe? 

Se quiser a ajuda do Google, levará 0,25 segundo para receber a resposta. Em média, sete em cada dez páginas da internet apontam a natação.

Parece óbvio, mas uma pesquisa recente mostrou que, na comparação entre a natação e o balé clássico, este apresenta melhores resultados em sete de dez medidas de condicionamento físico.

 A conclusão é de um trabalho conduzido por Tim Watson, professor de fisioterapia da Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido. Ele comparou o condicionamento e o desempenho de membros do Royal Ballet com o de nadadores da seleção olímpica britânica.




Alunos da professora Zélia Monteiro fazem aula de balé clássico para adultos na Sala Crisantempo, em São Paulo

"O objetivo não foi dizer qual é a atividade mais completa, mas buscar as diferenças no perfil de condicionamento de cada atividade", contou Watson em entrevista à Folha. "Mesmo assim, apesar de as diferenças terem sido pequenas na maioria dos testes, elas existem e puderam ser medidas", afirma o pesquisador.

A maior surpresa foi no teste que mediu a força de empunhadura (força da mão ao agarrar um objeto), em que os bailarinos se mostraram cerca de 21% mais fortes do que os nadadores. Os praticantes de balé também obtiveram melhores resultados nos testes de flexibilidade e equilíbrio corporal (parado ou em movimento), o que já era esperado.

Os outros quesitos em que os bailarinos se saíram melhor foram salto a distância, salto em altura, porcentagem de gordura corporal e equilíbrio psicológico. Os nadadores ficaram à frente nos aspectos resistência, força nos músculos anteriores e posteriores das coxas e índice de massa corporal.


Para amadores



                                                        Rafael Andrade/Folha Imagem

Alunos participam de aula de Jean Marie Dubrul, na academia Sauer Danças, localizada no Jardim Botânico, Rio de Janeiro

A pesquisa britânica foi feita com profissionais, mas pode servir para atletas amadores com uma queda para a dança. "O balé é uma forma de fortalecer os músculos sem encurtá-los e de trabalhar várias habilidades, como coordenação motora e equilíbrio, ao mesmo tempo. Esses benefícios da atividade podem ser obtidos por qualquer praticante, profissional ou amador", afirma Zélia Monteiro, bailarina e professora do curso de comunicação das artes do corpo da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo.

Monteiro dá aulas de balé para um grupo de adultos na Sala Crisantempo, em São Paulo. Na mesma classe, profissionais de dança dividem a barra com amadores. Vários só começaram a dançar depois de adultos, contrariando a crença de que a atividade só serve para quem começa na primeira infância. "Hoje em dia, nem para profissionais isso é verdade. Não é preciso começar cedo, mas é fundamental que o aprendizado seja bem-feito, com um trabalho de consciência corporal bem fundamentado", pondera Sílvia Geraldi, coordenadora do curso de dança da Universidade Anhembi Morumbi.

O trabalho de consciência corporal e a busca da qualidade do movimento são as chaves para explicar o sucesso das aulas de balé para adultos não-profissionais. As aulas disponíveis ainda não são muitas, mas os locais que oferecem a atividade têm as salas lotadas de alunos bastante empolgados com o tipo de trabalho oferecido e com os resultados obtidos.


Escrito por: IARA BIDERMAN

Colaboração para a Folha de S.Paulo

DATA27/11/2008/DATA HORA11h14/HORA



Venha nos conhecer e fazer parte dessa família!!!


YouTube (se inscreva para receber em primeira mão todas as novidades):  

Facebook: 

E-mail: espacoelfareda@gmail.com


Telefone: (11) 2671-1810










sábado, 6 de junho de 2015

Sapateado


                    Imagem:https://blogdacahu.files.wordpress.com/2013/12/sapateado.jpg



Muito mais do que uma simples dança, o sapateado exige técnica, agilidade e coordenação motora. Seus movimentos produzem não só coreografia, mas também som e musicalidade.'O sapateado é uma expressão de dança diferente de todas as outras. 


 Por isso, o sapateado vai muito além da dança. Ele é também percussão e música. 
É por isso que o sapateado proporciona uma série de benefícios para seus praticantes. Ele trabalha a expressão corporal. O sapateado melhora a coordenação motora, o equilíbrio, dá mais agilidade e faz com que a pessoa ganhe ritmo.

E se engana quem acha que sapatear se resume a mexer com os pés.  De fato sapatear exige muita coordenação motora dos membros inferiores. Em turmas avançadas, os alunos conseguem bater o calcanhar e a ponta dos pés no chão quase que ao mesmo tempo. Mas o sapateado não se resume a isso. Nas coreografias também movimentamos muito os braços. É uma dança bastante dinâmica em que mexemos o corpo todo.



Venha nos conhecer e fazer parte dessa família!!!


YouTube (se inscreva para receber em primeira mão todas as novidades):  

Facebook: 

E-mail: espacoelfareda@gmail.com



Telefone: (11) 2671-1810



quinta-feira, 4 de junho de 2015

Jazz




        Imagem: http://mtvgeismar.kunden-web-seite.de/media/Abteilungen/Rhythmische%20Sportgymnastik/Jazzdance%20f%C3%BCr%20M%C3%A4dchen.jpg


O jazz é uma forma de expressão pessoal criada e sustentada pelo improviso. Dizem que a origem da dança jazz tem raízes essencialmente populares. Com uma evolução inicial paralela à da música jazz, surgiu nos Estados Unidos no fim do século passado. Podendo-se dizer que nasceu da cultura negra.

 No início deste século, as danças afro-americanas começaram a entrar para os salões e a sofrer novas influências, do can-can e charleston, principalmente. Logo essa dança que se pode até chamar de mista tomou conta dos palcos da Broadway, se transformando na conhecida comédia musical que, por volta sua vez, é o segundo nome dado à dança mais conhecida como jazz, explica.

O jazz tem certas características marcantes uma explosão de energia que se irradia dos quadris e um ritmo pulsante que dá o balanço certo e a qualidade do movimento por ser uma dança de muita expressividade.

As diferentes técnicas do jazz tem demonstrado que muitos princípios foram herdados do ballet clássico e da dança moderna.  Poucos sabem qual será o futuro e suas novas influências, mas o que se pode afirmar é que, até hoje, o jazz tem sido uma das formas mais importantes da expressão artística, comenta. 


Principais benefícios:

A aula de jazz traz muitos benefícios como: equilíbrio, força, flexibilidade, bem-estar, coordenação motora, agilidade, musicalidade, ritmo,  memória, entre outros. Favorece também a correção da postura, alongamento e fortalecimento muscular do abdômen, glúteos e coxas. 

Pode ser praticado por crianças a partir de sete anos, jovens e adultos. 




Venha nos conhecer e fazer parte dessa família!!!


YouTube (se inscreva para receber em primeira mão todas as novidades):  

Facebook: 

E-mail: espacoelfareda@gmail.com


Telefone: (11) 2671-1810





terça-feira, 2 de junho de 2015

Benefícios e contraindicações da massagem




Por que devemos receber massagem?

A massagem pode ter efeito calmante, relaxante ou mesmo revigorante. É uma forma de cuidarmos da saúde, curarmos, tratarmos ou prevenirmos enfermidades. Além disso, através da massagem, é possível equilibrarmos as nossas energias. Podemos reduzir tensões, aliviar dores, cansaços, eliminar toxinas e ter sensação de bem-estar.

Contraindicação para massagens

A massagem tem um efeito benéfico sobre o nosso corpo. Ela previne e trata doenças, melhora a pele, traz relaxamento físico e mental, porém, há algumas situações em que a massagem pode ser contraindicada. O terapeuta deve ficar atento às pessoas com as seguintes condições:

1. Doenças infectocontagiosas: deve-se evitar massagem, pois a doença pode cair na circulação sanguínea e se expandir. A massagem só é indicada na fase de recuperação e alta recebida pelo médico. Neste caso, a massagem é aplicada para que a recuperação seja mais rápida. Porém, deve ser autorizada pelo médico.

2. Reumatismo em geral na fase aguda: pode ocorrer inflamação nas veias ou trombose.

3. Cliente em repouso absoluto se o cliente apresentar quadro de problema cardíaco ou pulmonar.

4. Hemofilia por problema de vasos: pode haver hemorragia com difícil estancamento.

5. Ferimentos graves: se for externo só deve ser aplicado deslizamento ao redor da lesão e de forma suave. Não aplicar se houver lesão interna.

6. Diabetes na fase aguda.

7. Estado febril : pode-se aplicar massagem apenas nos membros inferiores. Em caso de febre decorrente de gripe ou resfriado, o cliente poderá receber massagem.

8. Tuberculose e sífilis.

9. Câncer

10. Cicatrizes e queimaduras recentes: aplicar massagem de forma suave somente ao redor.


11. Eczemas: contraindicado na região afetada para que a lesão não se expanda para outras áreas.



sábado, 25 de abril de 2015

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Encant'Arte 5




Envie sua pergunta através do e-mail: espacoelfareda@gmail.com

As perguntas serão selecionadas e respondidas no nosso programa Encant'Arte, fique atento aos próximos para não perder nenhuma novidade!!!!

sábado, 11 de abril de 2015

Encat'Arte 4 - Um dia na Khan El khalili


Hoje o Encant"Arte fala um pouquinho do dia de bailarina e da casa de chá Khan El Khalili!

Se Divirta!  Comente!!!   Participe!!!

Beijinhos