terça-feira, 2 de junho de 2015

Benefícios e contraindicações da massagem




Por que devemos receber massagem?

A massagem pode ter efeito calmante, relaxante ou mesmo revigorante. É uma forma de cuidarmos da saúde, curarmos, tratarmos ou prevenirmos enfermidades. Além disso, através da massagem, é possível equilibrarmos as nossas energias. Podemos reduzir tensões, aliviar dores, cansaços, eliminar toxinas e ter sensação de bem-estar.

Contraindicação para massagens

A massagem tem um efeito benéfico sobre o nosso corpo. Ela previne e trata doenças, melhora a pele, traz relaxamento físico e mental, porém, há algumas situações em que a massagem pode ser contraindicada. O terapeuta deve ficar atento às pessoas com as seguintes condições:

1. Doenças infectocontagiosas: deve-se evitar massagem, pois a doença pode cair na circulação sanguínea e se expandir. A massagem só é indicada na fase de recuperação e alta recebida pelo médico. Neste caso, a massagem é aplicada para que a recuperação seja mais rápida. Porém, deve ser autorizada pelo médico.

2. Reumatismo em geral na fase aguda: pode ocorrer inflamação nas veias ou trombose.

3. Cliente em repouso absoluto se o cliente apresentar quadro de problema cardíaco ou pulmonar.

4. Hemofilia por problema de vasos: pode haver hemorragia com difícil estancamento.

5. Ferimentos graves: se for externo só deve ser aplicado deslizamento ao redor da lesão e de forma suave. Não aplicar se houver lesão interna.

6. Diabetes na fase aguda.

7. Estado febril : pode-se aplicar massagem apenas nos membros inferiores. Em caso de febre decorrente de gripe ou resfriado, o cliente poderá receber massagem.

8. Tuberculose e sífilis.

9. Câncer

10. Cicatrizes e queimaduras recentes: aplicar massagem de forma suave somente ao redor.


11. Eczemas: contraindicado na região afetada para que a lesão não se expanda para outras áreas.



Nenhum comentário: